O tumor de mama é o mais comum no sexo feminino*, o qual apresenta consequências biológicas, psicológicas e socias deletérias tanto para as pacientes, como para suas famílias. A realização de exames de rastreio periódicos (mamografias) aumenta a probabilidade de detecção de tumores iniciais permitindo tratamentos com taxas de cura superiores a 90%. Além disso, muitas pacientes podem ser adequadamente tratadas com ressecções parciais da mama, conciliando a possibilidade de bons resultados tanto oncológicos, quanto estéticos.

Outubro rosa: a equipe de radioterapia do Oncoville apoia essa iniciativa.

* Excluindo tumor de pele não melanoma.